06/10/2008

Meninas... vocês bem sabem que eu gosto de...

... quebrar o espírito da coisa de vez em quando ahahahahah!! Quebrar, pintar, eu sei lá, assim um "handycraft" transviado qualquer em honra às minhas duas "handycrafters" ahahah!! Bem, linda Su, tu e eu ainda vamos a tempo de pensar muuuito bem antes de querer destes gremlins a que correntemente se chama crianças ahahahahah!! Opá, mas para a nossa Muguet é tarde de mais!! ;-DD
(Ok, isto desta vez foi só mesmo para chatear, prometo que já volto ao Gandhi ahahah!!)

28/09/2008

no país das maravilhas



montmartre :: musée dali :: a mad tea party


foi no primeiro dia de um sonho tornado realidade que vi este pequeno quadro.

trouxe-o, para as minhas meninas lindas que me acompanham neste chá delicioso cheio de mil sabores... espero que gostem. eu adorei... achei que tinha tudo a ver com esta nossa partilha :DDD


beijo enorme, cheio de sabores a tudo quanto mais desejam.

21/09/2008

THE SWEETEST PERFECTION

...body and mind...
...words and silence...
...bitter and sweet...
...full and hollow...

...equilíbrio...


10/08/2008

Para as amigas mais queridas e atenciosas do mundo...


As meninas com quem compartilho este blog...

(http://www.flickr.com/photos/partyof5/351936692/)

... que eu de facto não sei como conseguem... as duas... mas o que é facto é que conseguem sempre surpreender-me. Eu que me queixo tanto da monotonia dos dias e das pessoas também... bendito o dia em que estas meninas me escolheram para sua amiga... além do mais, ter estas meninas na minha vida marca, para mim, um sinal claro da mudança dos tempos da minha vida... anunciada por pessoas lindas como a nossa Képia, assim como outras pessoas igualmente maravilhosas , e confirmada por pessoas incríveis, daquelas que eu cheguei a duvidar que algum dia pudessem surgir na minha vida, como são a nossa Muguet e a nossa Su.

Para as minhas queridas Su e Muguet vai este post, como forma de agradecimento não só pela lembrança, não só pelas imagens, palavras, músicas lindas que me deixaram, mas principalmente por serem quem são, como são, pela sua capacidade de ser assim como são... além de tudo o que de maravilhoso as caracteriza, elas conseguem ser assim... maravilhosamente surpreendentes...

Nem vos passa pela cabeça o que senti quando me lembrei de vir aqui ao blogue, ver se havia coisas novas... a sério, não esperava e dizer que fiquei encantada com o que vi é de facto dizer muito pouco... fiquei verdadeiramente deliciada... e completamente emocionada!!

Muito, muito obrigada à nossa querida Su, à nossa maravilhosa Muguet e a todos aqueles que aqueceram o meu coração com as suas simpáticas mensagens... do fundo do coração!








09/08/2008

amores para um amor-perfeito

para a lenita...



...porque metade de ti é amor e a outra metade...também!!

Nothing Else Matters - Apocalyptica

07/08/2008

FELIZ ANIVERSÁRIO, LENITA!

"O que é mais sagrado na vida é viver
Livremente, intensamente, sem medos
O que é mais sagrado na vida é viver
Plenamente, honestamente, viver..."
"Liberdade
Aqui nesta praia onde
Não há nenhum vestígio de impureza,
Aqui onde há somente
Ondas tombando ininterruptamente,
Puro espaço e lúcida unidade,
Aqui o tempo apaixonadamente
Encontra a própria liberdade." "Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.
Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.
Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não." Sophia de Mello Breyner Andresen

Aqui fica um conjunto de poemas desta poetisa fabulosa para uma pessoa igualmente fabulosa que hoje está de parabéns...aliás...COMO SEMPRE!
E um admirável conjunto de bolinhos para dar ideais! Uma fatia de bolo com um cházinho!
Tudo de bom para ti em todos os dias da tua vida.
Muitos parabéns!

29/07/2008

Taking Chances


"Não nos prova a história do mundo que os romances não existiriam se os riscos também não existissem?" (Gandhi)

22/07/2008

De um lado ao outro...

Sou eu que me visto com noite,
Me deito na terra
E solto uma palavra:
LUA.
Nua,
Sou eu que penteio o mar,
Nos dedos desfaço ondas,
Deste meu disperso cabelo.
ESTRELAS.
É vê-las
Cair sem esperanças de voltar,
Quando estou a chorar
Sonhos acordados
Saudades.
Saudades de ti;
Que ao contrário de mim,
Te vestes com dia
E deitando-te na terra,
Soltas outra palavra:
SOL.
E eu estou do outro lado.
Susana Júlio, in Riscos que ficaram no Tempo, Som da Tinta.

11/07/2008

Individualidade


"Perder a individualidade e converter-se em mais uma peça do mecanismo, está abaixo da dignidade humana." (Gandhi)

06/07/2008

ABRAÇANDO A ETERNIDADE

"Trausentes eternos por nós mesmos, não há paisagem senão o que somos. Nada possuímos, porque nem a nós possuímos. Nada temos porque nada somos. Que mãos estenderei para que universo? O universo não é meu: sou eu."

Bernardo Soares, in Livro do Desassossego

26/06/2008

"Toda a tua erudição, todos os teus estudos sobre Shakespeare e Wordsworth seriam em vão se, simultaneamente, não te tivesses dedicado a construir a tua personalidade e a conseguir o domínio dos teus pensamentos e das tuas acções." (Gandhi)

21/06/2008

CHÁ DE PALAVRAS

"Preparo um chá de poesia,
e saboreio-o lentamente, como ele deve de ser saboreado.
Afinal eu tenho sempre a chaleira dos poemas ao lume e bolachas com pinguinhas de versos prontas para servir a quem as quiser degustar, assim como eu o faço.
Sôfrego engulo pétalas de rosas e planto-as de volta
no jardim de onde saíram e para onde, triunfais, agora regressam."



excerto de CHÁ DE POESIA, por Nuno Rita


...ALGUÉM É SERVIDO?!...

07/06/2008

COMPANHEIROS

quero
escrever-me de homens
quero
calçar-me de terra
quero ser
a estrada marinha
que prossegue depois do último caminho
e quando ficar sem mim
não terei escrito
senão por vós
irmãos de um sonho
por vós
que não sereis derrotados

deixo
a paciência dos rios

a idade dos livros

mas não lego
mapa nem bússola

porque andei sempre

sobre meus pés

e doeu-me

às vezes

viver
hei-de inventar
um verso que vos faça justiça
por ora
basta-me o arco-íris
em que vos sonho
basta-te saber que morreis demasiado
por viverdes de menos
mas que permaneceis sem preço
companheiros
Mia Couto(inéditos de «Maderazinco»)

29/05/2008

languidez




Fecho as pálpebras roxas, quase pretas,
Que poisam sobre duas violetas,
Asas leves cansadas de voar...

E a minha boca tem uns beijos mudos...
E as minhas mãos, uns pálidos veludos,
Traçam gestos de sonho pelo ar...


Florbela Espanca

22/05/2008

Let me share...

... my latest book with you... Vou dividi-lo entre aqui e o meu blog dos livros...

Hope you enjoy it!

O livro: "A Sabedoria de Gandhi", Sir Richard Attenborought, Casa das Letras

"A força não provém das capacidades físicas, mas de uma vontade indomável."
Mahatma Gandhi

07/05/2008

mil vezes mil


tão bom, mas tão bom........
são mil as formas de amar...mas a mais linda de todas é aquela que completa, a que sentimos por nós próprias !!

06/05/2008

02/05/2008

VIAGEM

“A viagem não começa quando se percorrem as distâncias, mas quando se atravessam as nossas fronteiras interiores.”


Mia Couto

25/04/2008

Sobre os amigos...por Fernando pessoa

"Um dia a maioria de nós irá separar-se. Sentiremos saudades de todas as conversas deitadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que partilhamos. Saudades, até dos momentos de lágrimas, da angústia, das vésperas dos finais de semana, dos finais de ano, enfim... do companheirismo vivido. Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai para seu lado, seja pelo destino ou por algum desentendimento, segue a sua vida. Talvez continuemos a encontrar-nos, quem sabe... nas cartas que trocaremos. Podemos falar ao telefone e dizer algumas tolices... Aí, os dias vão passar, meses... anos... até este contacto se tornar cada vez mais raro. Vamo-nos perder no tempo... Um dia os nossos filhos verão as nossas fotografias e perguntarão: "Quem são aquelas pessoas?" Diremos que eram nossos amigos e... isso vai doer tanto! -"Foram meus amigos, foi com eles que vivi tantos bons anos da minha vida!". A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... reunir-nos-emos para um último adeus de um amigo. E, entre lágrimas, abraçar-nos-emos. Então faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida, isolada do passado. E perder-nos-emos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!"

Fernando Pessoa